sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Feita de pólvora e pérola



Não há pedra em teu caminho,
Não há ondas no teu mar,
Não há vento ou tempestade
Que te impeçam de voar

O sorriso dela me faz tão bem, amolece o coração de um jeito todo infantil, feito maria-mole em pleno verão. Duas da tarde e eu me pego morrendo de rir das coisas que só ela sabe dizer, da 'falta de segurança' que vem de um lagarto em plena porta da frente.
Tem alguma coisa nela que me faz querer ser melhor, querer ter essa segurança pra trazer pra ela. Talvez seja o jeito em sépia do olhar ou as pérolas mesmo, que habitam naqueles olhos tão doces e fortes e cheios de mistérios. Uns olhos que nem Capitu se atreveria a encarar por muito tempo, com medo do mar e do lago que vez ou outra variam lá dentro.
E tem o modo como ela impera pedindo ou pede imperando, eu nunca sei dizer. Um jeito meio intransigente de te fazer querer aceitar a vontade dela, ou de transformar a sua para lhe caber. Vai ver é a vontade de deixar o sorriso reinar mesmo.
Ela tem essa coisa imensa dentro dela que faz aquietar e em silêncio cúmplice partilhar olhares, pensamentos, mundos inteiros.
E ali dentro do mundo dela você vai encontrar tanta coisa linda que nunca imaginou estar ali, tudo bem organizado e separado no seu lugar, a não ser os sentimentos, insano isso de pensar que sentimento tem lugar reservado pra estar.
Dentro dela existe uma força motivadora, um líquido efervescente e milhares de superlativos e metáforas. Todos em total sintonia, em pleno companheirismo, formando essa personalidade tão cheia de mistérios.
Quem dera falar dela fosse simples como sentir todo esse carinho, como desejar tudo de melhor. Mas há um quê sempre ausente, sempre indefinido, sempre pairando em algum lugar entre os lábios e os olhos. Haverá sempre uma palavra desencontrada, porque ainda que eu estude linguística e ame metáforas, como dizia Adélia Prado, as palavras só contam o que se sabe. E ali dentro daquele espaço pequininho mora a essência dessa mulher tão encantada que de bruxa jamais teve nada. 
Ali é um território inabitado, por isso tão expressivo, por isso tão sem palavras.
Tão dela, e só.

Feliz aniversário Pessoíssima linda, inteligente e ótima motorista.
Minha amiga, irmã, orientadora, orientanda, cúmplice e comadre.
Menina-mulher tão cheia de personalidades e pluralidades, sempre.
Deus te crie.
Amo você.

(Ao som de: Dona - Roupa Nova)

7 comentários:

  1. Parabéns pra ela! hehe

    Lindo demais o texto, irmã! :)

    ResponderExcluir
  2. Mas que lindo! Já estava procurando nome do escritor famoso aqui em baixo...

    Essa pessoa deve ser muito queria pra render uma homenagem dessas... Parabéns pras duas!

    ResponderExcluir
  3. Criativa e linda homenagem para tua irmã!Parabéns à ela e beijos às duas,chica

    ResponderExcluir
  4. Hi! friend, Could you exchange link with my site? it is new, do hope our job will be bether then now if we exchange link together
    Here's mine
    http://khdoc.blogspot.com/

    http://khmergay.nibblebit.com/
    http://amangay.blogspot.com/
    cheer,

    Khdoc news

    ResponderExcluir

Lembre-se que você me faz feliz. Críticas serão sempre aceitas, desde que você use de um mínimo de educação. Eu jamais ofendo ninguém, tente prezar a reciprocidade.
Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...