domingo, 4 de abril de 2010

Abril, Amor!



A Páscoa chegou e mesmo sem ter comido muitos chocolates, meu feriado foi doce.
Foi um feriado de pensar sobre a importância de ressuscitar sentimentos bons que o tempo e a loucura da vida vai matando, sobre a importância de sacrifícios para que a vida flua e principalmente, um feriado de falar de amor. Tema batido de novo, sempre o Amor.
Se eu tivesse direito de ter um pedido realizado em âmbito mundial, eu pediria para que as pessoas soubessem amar, não que eu mesma saiba e queria ensinar ou passar alguma lição importante, não espere isso de ninguém, ainda não descobriram a tal fórmula, infelizmente.
Acontece que as pessoas são teimosas, via de regra quebram a cara, porque vão tentando amar, até conseguindo, mas aquela felicidade de sorrisos eternos feito filme de comédia romântica não existe, nem aqui, nem na China onde os amores são tratados como negócios.
Não se é feliz para sempre, não no nosso mundo onde existe a TPM, existem os desejos em comuns e existem os desejos adversos, existem pessoas que não se preocupam se você ama ou não e traem, abandonam, existem pessoas reais que na vontade de amar tanto o outro passam por cima de uma das poucas cláusulas de amor: amar a si mesmo.
Quando a gente não se ama não consegue amar o outro, porque a gente quer tanto agradar, quer tanto que o outro nos queira, que fica forçado. Fica parecendo que a gente tem medo de ficar só com a gente mesmo, com o perdão dos termos repetidos, certas coisas precisam ser enfatizadas.
Solidão não é tão ruim se você aprende a se apreciar. Está sozinho? Vá ao cinema, sorria tomando uma deliciosa casquinha, leia um livro e se conte uma lembrança da época em que se era mais feliz. Aprecie a melhor companhia do mundo, não porque você é melhor do que os outros, mas porque jamais vai conseguir se livrar de você!
Não é só porque hoje é Páscoa, mas há outra coisa fundamental que se precisa lembrar: o sacrifício já foi feito, Jesus morreu por nós, para que nós tivéssemos vida. V-I-D-A. Sai da fossa e abre o sorriso porque você ganhou esse presente maravilhoso, você tem o poder sobre ele, pode escolher se quer ser feliz ou triste, todo dia, uma nova manhã sorrindo e você, só você sabe o que fazer dela.
Houve um tempo em que eu achava que a maior prova de amor que alguém podia dar era a sua própria vida, de certo modo me equivoquei. Não é morrendo por alguém que se prova amor, não da nossa parte, da parte de Jesus foi diferente porque Ele morreu como preço dos nossos pecados, para que não houvesse mais a necessidade disso.
Se você ama não vá pensando que morrendo vai estar fazendo vantagem, amar é viver pelo outro e por você, é querer ser feliz e fazer o outro feliz, é passar por cima dos problemas que virão por ter a certeza de que vale a pena, sempre vale.
Eu gostaria mesmo que as pessoas aprendessem a amar, aprendessem a se doar porque merecem isso, só sentimos dor porque sentimos também a alegria, a emoção de estar apaixonado.
E gostaria ainda que na Páscoa a gente começasse a ressuscitar a vontade de ser feliz, de sorrir sem motivos para a Lua e de acreditar nas pessoas que nos querem bem, quando você se deixa surpreender descobre que às vezes cinco minutos fazem valer todo um feriado.

Feliz Páscoa a todos nós!

2 comentários:

  1. Tuas letras são uma das coisas mais maravilhosas de se ler!

    "amar é viver pelo outro e por você, é querer ser feliz e fazer o outro feliz, é passar por cima dos problemas que virão por ter a certeza de que vale a pena, sempre vale".

    Te adoro, irmã!
    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho um Blog, o Corujas Antenadas e eu fiz um Concurso de Postagens, é só enviar um texto que eu vou escolher os cinco melhores para publicar no Blog.
    Ta tudo explicadinho aqui ok?
    http://corujasantenadas.blogspot.com/2010/04/concurso-de-postagens.html
    Por favor participa, vai ser muito legal e seus textos são otimos!
    Beijos e Obrigada!

    OBS.: Inscrições até o dia 10 de Abril

    ResponderExcluir

Lembre-se que você me faz feliz. Críticas serão sempre aceitas, desde que você use de um mínimo de educação. Eu jamais ofendo ninguém, tente prezar a reciprocidade.
Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...